Edição impressaConfira a última edição impressa

“Circuitos do Sul de Minas estão mais fortalecidos”, afirma presidente do Circuito das Malhas, Francisley Gonçalves de Borda da Mata

francis.jpg

Os oito circuitos turísticos do Sul de Minas estão se juntando numa única ‘logomarca’ para garantir o fortalecimento de cada um – que continua existindo separadamente – e alavancar cada vez mais o desenvolvimento do setor na região. Juntos, eles representam 87 cidades mineiras e, embora cada um deles continue atendendo seus respectivos municípios, eles passam a responder também pelo nome “Sul das Gerais”.

A ideia do trabalho em conjunto para fortalecer o turismo em toda a região começou a germinar durante a audiência pública da Assembleia Legislativa, requerida e organizada pelo deputado Ulysses Gomes, no dia 9 de maio, em Itajubá. A afirmação é do Secretário Municipal do Turismo de Borda da Mata e presidente do Circuito Turístico das Malhas, Francisley Gonçalves. Ele visitou Ulyssses, na Assembleia, no dia 11 de agosto. O objetivo foi tratar de projetos turísticos dos cinco municípios contemplados pelo Circuito das Malhas (Borda da Mata, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião e Ouro Fino).

As Associações dos Circuitos Turísticos Mineiros, reconhecidas pelo Decreto 43.321 de 2003 como importantes ferramentas na promoção da política de turismo, são entidades sem fins lucrativos, que atuam com pouquíssimos recursos para desenvolver o turismo nos municípios em que atuam. “Em sua grande maioria, o Circuitos não têm sequer um automóvel para seus deslocamentos, a estrutura é praticamente zero. Por outro lado, em muitos casos, são os Circuitos Turísticos os maiores promotores do setor em seus municípios, sua atuação é da maior importância”, afirmou Ulysses, que comemorou a notícia da união de forças dos circuitos sulmineiros.

A audiência pública requerida e organizada por Ulysses em Itajubá foi, não só sucesso de público, mas cumpriu seus objetivos: discutir e encontrar alternativas para o desenvolvimento do turismo no Sul de Minas e envolver nesta discussão, reunindo no mesmo espaço, os poderes Legislativo e Executivo e os representantes de todos os circuitos turísticos do Sul de Minas.

Após a identificação de gargalos, ideias tomaram corpo e algumas já foram postas em prática – como a união dos circuitos da região e a criação (que já começou a ser articulada por Ulysses) de cursos de qualificação na área de turismo no Sul de Minas. Para esta última ação, o deputado já está em negociação com o Secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, e o pró-reitor de Extensão do IFSULDEMINAS (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de MG), Renato Ferreira de Oliveira.

“Apostamos no turismo como um forte segmento do desenvolvimento regional, tanto financeiro quanto social. É uma atividade ‘limpa’, ecologicamente falando, que acaba gerando melhorias em muitas outras áreas nos municípios”, afirma o deputado Ulysses. “Ao desenvolvermos o turismo numa cidade ou região, desenvolvemos também a infra-estrutura urbana, as condições de saúde e cultura daquele local, além da promoção social, considerando que o turismo é grande gerador de emprego e renda. Sem falar no meio ambiente, que precisa ser preservado de maneira sustentável para ser mais um atrativo turístico”, explica. Para finalizar sua argumentação, Ulysses ainda lembra que “o Sul de Minas é belíssimo e tem o povo mais acolhedor do mundo e, portanto, vocação para o turismo”.

 

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam