Edição imprensaConfira a última edição impresa

Borda da Mata integra Câmara Empresarial de Turismo de Pouso Alegre

Como destino estratégico de desenvolvimento da região, Borda da Mata integra a Câmara Empresarial de Turismo de Pouso Alegre (CET), uma iniciativa da Acipa – Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre que tem como objetivo potencializar os negócios da região por meio da estruturação de serviços e divulgação de produtos com foco no turismo. A proximidade com Pouso Alegre e o destaque como polo têxtil foram determinantes para a participação de Borda da Mata nesse processo de fazer do turismo um pilar de negócios, ao lado de grandes instituições.
Fazem parte da Câmara Empresarial também o Sistema Fiemg, Sebrae, Fuvs/Univás, Faculdades Asmec, Faculdade Una, Sindipa, Prefeitura e Câmara de Pouso Alegre, Prefeitura de Congonhal e Prefeitura de Borda da Mata. Durante o workshop Imersão Turística no dia 08/08, na Acipa, representantes das entidades tomaram posse como conselheiros da CET, que tem como presidente o diretor de Turismo e Eventos da Acipa, Rolando Brandão Filho. Representa Borda da Mata na CET a assessora de Comunicação e Turismo, Edna Motta.
Workshop Imersão Turística
No evento de apresentação dos projetos da Acipa no âmbito do turismo para Pouso Alegre e região, o presidente da Associação, Filipe Vargas, reiterou o objetivo da união de entidades e municípios por meio da Câmara Empresarial como forma de aproximar empresas e ideais e assim estruturar e explorar o turismo que vem se impondo cada vez mais como imperativo na economia e um pilar de negócios.
O palestrante da noite, Eduardo Brito, diretor de uma agência de comunicação do Rio de Janeiro, falou sobre as estratégias de venda do destino turístico “cada lugar é único  e possui vantagens que precisam ser amplificadas.”
O executivo em turismo da Acipa, Allyson Aquino, reforçou que o turismo é sinônimo de movimentação da economia, em que a iniciativa privada tem importante papel em oferecer serviços e produtos de qualidade, além de bom atendimento, a comunidade local também é essencial na construção da imagem do destino e na experiência do turista, pois uma simples informação pode impactar a viagem de determinada pessoa como positiva ou negativa e o poder público tem a missão de viabilizar as políticas públicas de fomento e apoio às atividades.
Economia
Desenvolver o turismo de uma região é um serviço de longo prazo, que requer estudos e investimento “todo o esforço de discutir, conhecer e desenvolver propostas em âmbitos econômicos, culturais e sociais, nós vamos conseguir enxergar claramente daqui a 10 anos” afirma Rolando.
O ciclo de vida do turismo é visto como movimentação da economia. Enquanto para o turista é sinônimo de férias, para o empreendedor (dono do restaurante, do posto de combustível, do hotel, do taxi, etc…) é sinônimo de lucro, para as pessoas da cidade é a oportunidade de emprego e para a cidade que recebe pessoas é o mesmo que desenvolvimento local com o giro da economia e o intercâmbio cultural.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam