Edição imprensaConfira a última edição impresa

O cristão constrói a paz e um mundo novo

O Reino de Deus é dos pobres. É daqueles que sabem que nada podem fazer sem o Senhor. E sentindo-se assim tão pobre, o Senhor vai poder fazer maravilhas. É por sua simplicidade, por seu despojamento, por sua humildade que Ele pode se manifestar.

O cristão é um continuador de Jesus. Como rejeitaram Jesus, também não irão aceitá-lo hoje, irão contradizê-lo. Não aceitarão os frutos que você produzirá: de amor, de paz, de bondade. Vão rir de você, ridicularizá-lo, persegui-lo, caluniá-lo e isto gerará muito sofrimento, muita dor.

Por outro lado, há muitos cristãos que querem transformar este mundo pela força, destruir as estruturas, fazer um mundo novo colocando tudo abaixo. Mas Jesus diz: “Felizes os mansos: seu quinhão será terra”. Eles verão a terra e as estruturas transformadas: os mansos, não os violentos.

Isso não quer dizer que o cristão deva ficar de braços cruzados diante do mal, das injustiças, das falsidades, da opressão. Pelo contrário, o cristão tem fome e sede de justiça, quer ver a justiça e a verdade estabelecidas. Quer ver um mundo novo e as estruturas renovadas.

Há muito por transformar! O mundo ainda está longe de ser aquilo que Deus quer. Mas você, que tem fome e sede de justiça, já é bem-aventurado. Você vai sendo compensado, passo a passo, nessa luta pelo mundo novo, e será plenamente saciado quando vierem Céus novos e Terra nova.

O cristão é puro de coração e tem os olhos puros, então vê a Deus já neste mundo, agindo, transformando-o. Vê Deus em todas as pessoas, as mais distantes, as mais pecadoras… É desta forma que o cristão constrói a paz e um mundo novo!

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam