Edição imprensaConfira a última edição impresa

Dívida do Governo do Estado de Minas com Borda da Mata ultrapassa 4, 5 milhões de reais

Não é novidade para ninguém o assunto da crise financeira no estado de Minas Gerais. Pelo menos 138 cidades mineiras já declararam estado de calamidade financeira porque o Governo está confiscando um dinheiro que é direito de cada cidade. Esses repasses são obrigatórios para manutenção de recursos básicos como saúde e educação, mas o governador do Estado não está cumprindo com a obrigação.
Em Borda de Mata, a dívida ultrapassa 4,5 milhões de reais, o que está prejudicando a execução de projetos, obras e serviços. Toda a gestão de recursos próprios do município está priorizada para manter os serviços essenciais do Departamento de Municipal de Educação com as quatro escolas e duas creches e da Secretaria Municipal de Saúde, além de manter a folha de pagamento em dia de quase 600 funcionários (600 famílias) da Prefeitura e também dos fornecedores.
Em dezembro, a situação não é diferente, está ainda mais difícil, por conta da falta de responsabilidade do Governo de Minas. Não é só em Borda da Mata essa crise, conforme relatos e reportagens veiculadas na TV, nos sites de notícia e redes sociais, os 853 municípios de Minas Gerais estão vivendo uma crise sem precedentes. Por isso, em decorrência da falta de repasses do Governo do Estado, a Prefeitura está com dificuldades para fechar o ano de 2018, empenhar e pagar fornecedores e folha de pagamento.
Os recursos para a folha de novembro estão garantidos para o pagamento dentro do mês (30/11). Importante registrar que a Administração prioriza o pagamento de seus servidores e tem, ao longo desses 23 meses, se esforçado para garantir o pagamento dentro do mês trabalhado. No entanto, tudo indica que não vai ser possível pagar, dentro de 2018, o 13º salário mais a folha de dezembro, como foi feito em 2017. Infelizmente, fatores externos comprometeram o planejamento.
“No caso de a perspectiva negativa se confirmar, todos os esforços serão realizados para pagar o 13º até o dia 30/12/18 e a folha de dezembro até 10/01/19. Se, as ações propostas pelos prefeitos surtirem efeito e Borda da Mata receber o que o Estado deve, os pagamentos serão realizados imediatamente. Contamos com a compreensão de todos os envolvidos e com a divulgação dessa informação de forma séria e tranquila. Todas as informações oficiais e corretas são encontradas no site www.bordadamata.mg.gov.br e na página da rede social Facebook.com/PrefeituraBordadaMata”, diz a Assessoria da Prefeitura.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam