Edição imprensaConfira a última edição impresa

Janeiro verde: medicina Nuclear auxilia no combate ao câncer de colo de útero; conheça exame

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de colo de útero é o terceiro tumor mais  frequente  na população feminina com cerca  de 16 mil novos casos por ano. Janeiro é o mês de conscientização do câncer de colo de útero, com a campanha Janeiro Verde.

O câncer do colo do útero, também chamado de cervical, é causado pela incidência de HPV. Logo, a prevenção está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo HPV, com a vacina e o uso de preservativos, além de fatores de risco como tabagismo e uso prolongado de pílulas anticoncepcionais.

A Medicina Nuclear atua na detecção e auxilia o tratamento da doença, uma vez que identifica a localização exata do tumor, o que permite determinar o melhor procedimento, seja quimioterapia, radioterapia ou cirurgia. O exame utilizado para o diagnóstico do câncer de colo de útero é o PET/CT (Tomografia por Emissão de Pósitrons e Tomografia Computadorizada).

Como funciona o exame

Uma análise do corpo inteiro é realizada com alta precisão graças ao equipamento PET/CT, tecnologia de diagnóstico por imagem mais sensível, que, com a administração de glicose por via venosa, possibilita a análise bioquímica do corpo, identificando células cancerígenas, muitas vezes, antes da manifestação visível e antes que ocorra a metástase.

 

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam