Edição impressaConfira a última edição impressa

Léo Guimarães de Borda da Mata é novo Imortal da Academia Independente de Letras

O escritor de Borda da Mata, que já é membro da Academia Pouso-alegrense de Letras (APL), foi admitido em 15 de janeiro de 2021 como o mais novo Imortal da Academia Independente de Letras – AIL Ordem Scriptorium, com sede em São João – PE. O paranaense Antonio Agnaldo Guimarães, mais conhecido como Léo Guimarães, passa a integrar o Quadro de Associados daquela entidade como Membro Vitalício, onde ocupa a Cadeira N.º 148 – Luminar.
A persona da cadeira, Luminar, tem o seguinte significado: Aquele que ilumina ou espalha a luz. Aquilo que esparge luz e foco. Pessoa de grande saber em qualquer ciência. É sinônimo de doutrinado, erudito, instruído, ilustrado, culto, douto, letrado, literato e sábio. Remete ao Iluminismo, movimento intelectual e cultural que se desenvolveu na Inglaterra, Holanda e França, nos séculos XVII e XVIII, tendo como principais pensadores Voltaire, Diderot, Rosseau e John Locke.
Poeta e escritor, Léo Guimarães é autor de “Escritos, proseios & cantorias” (2019), pela Editora Recanto das Letras. Participou como coautor de 19 livros, dentre Antologias e Coletâneas, pelas Editoras PerSe, Scortecci, Recanto das Letras, Edições Cavalo Café, Dríade e Edições & Publicações. Atualmente, além da participação em novas obras, está empenhado na produção de dois novos livros. Um com a reunião dos textos publicados nos livros que participou, com previsão de lançamento ainda esse ano. O outro é sobre Borda da Mata, a cidade que o adotou como se tivesse nascido aqui e pela qual ele tem enorme paixão, com lançamento para 2024.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam