Edição imprensaConfira a última edição impresa

Meu avô Rogério Nabor de Medeiros

 Rogério 2

*18/09/1925 +23/07/2013

O pai era português, a mãe uma judia alemã.

Nasceu em Florianópolis, acho que se explica minha paixão por essa cidade tão linda.

Na adolescência chegou em Borda da Mata, sua cidade de coração.

Nessa pequena cidade se fez grande, tão grande que se tornou Fera.

Trabalhou muito, construiu família, teve filhos, netos e bisnetos.

Também em Borda da Mata conheceu sua companheira de uma vida.

 

Eu poderia passar dias falando sobre ele,afinal meu avô, uma lenda, tem muitas estórias, algumas delas muito engraçadas. Mas é sua estória de vida que nos enche de brio.

Motivo pelo qual ser sua neta me dá muito orgulho,tanto que eu adorava responder: Sou neta do Rogerão

 

Meu avô era um homem simples,de uma pureza tão grande que toda sua sabedoria ficava despretensiosa,dando às pessoas que o cercavam uma sensação de proximidade.

 

Quem o conheceu jamais esquecerá seu jeito impar de ser, de falar, de se comportar.

Meu avô nos deixa um grande legado, grandes ensinamentos.

Aquela gentileza e educação europeia estará sempre em nossas memórias…

Sua simplicidade, quero levar como meu modelo de vida.

Pois o importante é não precisar provar nada para ninguém.

Assim foi o meu grande avô Rogério Nabor de Medeiros.

 

Beijos com amor da sua Neta

 

Rogéria Maria Medeiros Gianesi

 

São Paulo, 25 de julho de 2013.

Rogério

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam