Edição imprensaConfira a última edição impresa

O remédio para o ressentimento é o perdão

 

O Senhor está nos dizendo para não entregarmos nossa alma à tristeza, às preocupações, ao ressentimento e à mágoa. Você não pode chegar ao rancor, pois faz mal a você e aos outros, ao seu casamento, à sua família, aos seus negócios, à sua vida. Desta forma, você vai gerir mal as coisas, pois irá administrá-las pela emoção. E tudo acaba saindo errado com uma pessoa desequilibrada.
Quando as pessoas nos magoam, o sentimento é de dor. Mas uma coisa é sentir naquele momento, muito diferente de ressentir. A própria palavra diz: sentir agora e sentir depois, e isto vai acabando com o coração e com físico deixando-nos abatidos e tristes. E, facilmente, o ressentimento gera em nós algo ainda pior, chamado rancor.

Não é verdade que estraga tudo? A gente ama a pessoa, mas por causa do ressentimento sofre e não quer mais saber dela. E Deus está perguntado: Pra que isto?
O grande remédio para combater o ressentimento é o perdão. Você se pergunta: Como que eu posso perdoar aquilo? Perdoar não quer dizer que você aprove a atitude do outro ou que a pessoa esteja certa. Na verdade, você está dizendo que a pessoa está errada. É como perdoar uma dívida, e talvez esta pessoa deva muito a você. Mas você pode perdoar porque é a pessoa que está errada. Perdoar é uma graça que Deus nos dá. E se a gente quer e busca, Deus nos concede a graça. Mas tudo começa conosco, e é preciso querer.

 

Peça a Nossa Senhora que lhe estenda a mão mesmo que seja preciso puxar ou até mesmo arrastar você. Peça para que ela cuide do seu coração, dos ressentimentos, das mágoas, preocupações, de toda tristeza. É difícil e existem muitas resistências em perdoar, afinal as coisas que aconteceram foram muito dolorosas. Mas, Nossa Senhora cuida com toda bondade, carinho e ternura do nosso coração. Ela traz o óleo e o azeite do Espírito Santo para massagear o nosso coração endurecido. Diga que você quer perdoar!

 

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente de honra da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP). É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 48 livros, Cd´s e DVD´s, além de várias palestras em áudio e vídeo.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam