Edição impressaConfira a última edição impressa

Ganhar um abraço não tem preço

Afazeres, estresses e agressividades estão cada vez mais comuns em nosso meio. São causadores de grandes males e doenças, e, quando somos infectados por eles, deixamos de lado um presente benéfico e barato: o abraço.

Como é bom receber e também dar um abraço! Como é boa a sensação de se sentir querido!  Mas por que as pessoas encontram tantos impedimentos para se abraçarem? Qual a origem da dificuldade de aproximação entre aqueles que não se permitem “tocar”?

Talvez a resposta esteja no mau uso de tecnologias como celular, WhatsApp, e-mails, MSN, Facebook. Elas são sempre muito bem-vindas em nosso meio e, até mesmo em sala de aula, têm seus benefícios rapidamente comprovados, possibilitando, entre outros, contato rápido e eficiente que ajuda a solucionar os mais diferentes tipos de problemas. Mas essa mesma tecnologia, quando mal-utilizada, nos afasta e nos faz perder o contato físico e, quando não tratada a tempo, pode anular a nossa consciência e promover a perda de sentimentos de diversas ordens.

Muitas pessoas hoje evitam a aproximação, e mesmo quando estão próximas não gostam de ser tocadas. Quanto estiver conversando, repare quantas pessoas olham nos seus olhos enquanto se falam (até isso está se perdendo). E se é difícil olhar nos olhos, imagine um abraço!

Segundo o dicionário “Aulete”, o abraço significa, entre alguns outros pontos e figurativamente, a união de coisas ou pessoas, junção, ligação. Mas o abraço é muito mais que isso! Em algumas situações, quando as palavras falham, é ele que nos ajuda a expressar o que estamos sentindo, seja dor ou alegria!  Isso sem contar que quando abraçamos temos a sensação de proteção, segurança, confiança, força, saúde e autovalorização.

Quando duas pessoas se abraçam, o sentimento reforçado é de que não há diferenças ou barreiras que as separem, e isso é imprescindível para o sucesso dos relacionamentos.  O abraço diz mais que mil palavras e fortifica um elo entre as pessoas envolvidas por um mesmo sentimento de amizade, amor, carinho e paz.

E ainda tem mais! Estudos comprovam que o abraço faz muito bem à saúde! O Dr. Harold Voth, psiquiatra da Universidade de Kansas, disse: “o abraço é o melhor tratamento para a depressão. Objetivamente, ele faz com que o sistema imunológico do organismo seja ativado. Abraçar traz nova vida para um corpo cansado e faz com que você se sinta mais jovem e mais vibrante”.

O abraço é, enfim, uma afirmação muito humana de ser querido e valorizado.  É bom, não custa nada e exige pouco esforço. É saudável para quem dá e para quem o recebe. Enquanto nos abraçamos, estamos valorizando o amor e a cumplicidade, o que alivia a dor, a depressão e a ansiedade.

Pense nisso!

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam