Edição impressaConfira a última edição impressa

Borda da Mata

Meio mundo a imensidão

Sua beleza se retrata

Quanto prazer e emoção

De existir, Borda da Mata

Tem a mesma aceitação

Rico, pobre ou diplomata

A todos estende a mão

Oh! Gentil, Borda da Mata

Pequeno e grande coração

Com carinho do povo trata

Mãe de tanta geração

Querida, Borda da Mata

Raça, cor, religião

Berço que o mundo acata

Faz nenhuma distinção

Humilde, Borda da Mata

Em poesia em canção

Livros ou mesmo em ata

Ler a história com atenção

É linda, Borda da Mata

Vista e bela inspiração

Entre campos e cascata

Deus em sua criação

Adornou, Borda da Mata

Homenagear este chão

Não tem dia, hora e data

Junto com Luiz Montalvão

Saudemos, Borda da Mata

Autor: Luiz Carlos Montalvão

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam