Edição impressaConfira a última edição impressa

A Educação de Senador José Bento em tempos de COVID-19: Novos desafios para o ensino

Uma das grandes dúvidas das redes de ensino e educadores são os formatos de atividades aos quais podem recorrer neste período para atender à diversidade socioeconômica dos estudantes. A aprendizagem nesse período não se resume àquela mediada por dispositivos tecnológicos ou mesmo online. Mas sim em um conjunto de atividades de ensino-aprendizagem diversificadas que podem incluir desde vídeo-aulas ou ensino online, como também atividades impressas enviadas aos alunos, leitura de textos e livros. São soluções de ensino remoto extremamente importante para enfrentar as demandas emergenciais diante deste contexto epidemiológico.
Diante disso, a Escola Municipal Professora Maria da Costa Ferreira em Senador José Bento propôs um alinhamento entre a escola, aluno e a família. Uma vez que as aulas no município estão suspensas desde o dia 18 de março de acordo com orientações da SRE de Pouso Alegre.
Após mais de um mês de aulas suspensas e escolas fechadas fomos novamente orientados através de reunião virtual com a Superintendente de Ensino em ofertar um regime especial de ensino, o não presencial e logo as aulas presenciais precisaram ser substituídas para a modalidade de ensino à distância (EAD) e os desafios dessa transição temporária são imensos tanto para os alunos quanto para a escola.
Para os alunos o grande desafio é aprender a gerenciar o tempo dentro de casa e ter disciplina para estudar longe da escola. Tudo isso no contexto de stress por estarem confinados em casa, longe dos amigos e professores e vivendo no contexto de uma pandemia internacional. Para os professores, aprender a adaptar as costumeiras aulas presenciais para aulas virtuais também não é nada fácil, ainda mais sem prévio treinamento pedagógico e tecnológico, como acontece em muitas escolas.
Porém, embora estejamos vivendo esse momento desafiador, há, por outro lado, um grande leque de opções de soluções para contornar a crise.
Nem sempre podemos pensar no ensino a distância e relacionar diretamente à tecnologia. Mesmo que o que vem à mente quando se fala sobre educação a distância é tecnologia. No entanto, aula não presencial é estar à distância, não necessariamente por meios tecnológicos. Existem várias outras possibilidades e uma das encontradas pela nossa equipe pedagógica diante da realidade do nosso município foi a produção de apostilas que juntamente com os livros didáticos foram enviadas com muito cuidado e segurança a casa de cada um de nosso alunos.
A principal proposta da escola é promover a aproximação com o aluno, reiterar o compromisso do aluno com as atividades escolar. Tranquilizando a família em relação as atividades propostas e promovendo o diálogo. Lembrando que todos os professores estão disponíveis no horário estabelecido por cada um para o atendimento ao aluno, principalmente via aplicativo de celular que se apresenta como uma importante ferramenta na hora de compartilhar informação.
Diante disso, não dá para pensar no EAD como se fosse a aula presencial. O aluno de hoje quer construir seu conhecimento e nossos professores tem o compromisso de ensinar com criatividade, inovação, bom senso, precisam se comportar como mediadores e não como expositores de conhecimento para que assim, nenhum aluno seja prejudicado diante desse novo modelo de ensino em tempos de pandemia.

 

Ednaldo Josmar da Silva
Diretor da Escola Municipal Professora Maria da Costa Ferreira

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam