Edição imprensaConfira a última edição impresa

Patrimônio Cultural – Tocos do Moji

Como parte integrante dos trabalhos de Educação Patrimonial, aconteceu nos dias 18 e 19 de Setembro várias palestras e trabalhos voltados ao Patrimônio Cultural.
Os alunos do Ensino Fundamental visitaram diversos Bens Culturais Inventariados e Tombados entre eles o Famoso “Pastel do Zé Bastião”, lá eles aprenderam
como se faz o Pastel com uma aula de culinária ministrada pelo funcionário Paulinho e pelo mentor do Pastel Dinho.
A produção do Pastel teve início durante a década de 1950 com o Sr. José Ângelo da Rosa ( Zé Bastião). Este iniciou a produção após trabalhar como transportador de Farinha de milho produzida no Bairro Barreiro, para ser vendida no Mercado Municipal de Pouso Alegre. Dessa forma, ele aprendeu a fazer o Pastel de Farinha de Minho com os feirantes deste mercado. O pastel se diferenciou pois o Zé Bastião aprimorou a receita fazendo do seu Pastel único e diferenciado hoje em dia após o Falecimento do Ilustre criador da ideia o Pastel é comandado pelos Filhos Dinho e Vadão que também são auxiliados pelo colaborador Paulinho, o famoso Pastel de Farinha de Milho hoje é Carinhosamente Chamado por nós de Pastel do Zé Bastião.
Agradecemos imensamente à receptividade feita as crianças na Pastelaria Zé Bastião onde todos foram agraciados com Pastel quentinho para degustar.

Regiane Cruz
Tocos do Moji

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam