Edição impressaConfira a última edição impressa

Prefeitura de Borda da Mata resgata animais de rua para castrar e encaminhar para adoção

A Prefeitura de Borda da Mata iniciou o trabalho de resgate e castração de animais de rua. Os cães são acolhidos e encaminhados para a clínica veterinária responsável por fazer o procedimento cirúrgico. Pelo menos 10 animais já estão na clínica. O número deve chegar a 20 nas próximas semanas.
Depois de passar pela castração, os cães permanecem internados para o processo de cicatrização na própria clínica, onde recebem todos os cuidados médicos. “Eles só deixam o local quando estiverem 100%”, conta o fiscal de posturas Robson Lima.
Município vai organizar feiras de adoção para os animais de rua
Uma vez recuperados do procedimento cirúrgico, os animais serão encaminhados para adoção. Moradores e protetores de animais já estão em contato com a Prefeitura para ajudar na tarefa de cuidar dos pets e ajudar a encontrar um novo lar para eles. Uma das propostas é realizar feiras de adoção.
A ação da Prefeitura é uma forma de controlar a população de animais de rua, evitando sofrimento para os pets e transtornos para a população. Nos últimos tempos, tem se avolumado as queixas de pessoas que foram atacadas por cães soltos nas vias públicas. “Motoqueiros, ciclistas, pedestres… tivemos várias reclamações aqui na Prefeitura. Esse conjunto de ações é uma das providências que estamos tomando”, afirma o fiscal.
Quem for adotar animais terá que fazer cadastro e se comprometer a cuidar bem dos animais
“Quem optar por adotar esses animais terá que fazer um cadastro, onde assume a responsabilidade por eles”, explica o Robson. Segundo ele, os animais serão marcados, cada um com um número, que vai permitir que eles sejam identificados no futuro. Caso voltem a ser abandonados, os responsáveis poderão ser punidos com multa e enquadrados na Lei Federal 9.605 de 1998, que trata de maus-tratos a animais.
Abandono de animal é crime previsto em Lei Federal
Como explica o fiscal, a Lei Federal vale para qualquer pessoa que abandone animais nas ruas, pratique abuso e maus-tratos contra eles. A pena prevista é de 3 meses a 1 ano de prisão. A legislação será utilizada pelo município no endurecimento da fiscalização e combate aos maus-tratos e abandono.
O próprio Código de Posturas da cidade prevê multa para proprietários de animais que os abandonem em vias públicas. “Conforme a legislação municipal, animais abandonados serão recolhidos e o dono, uma vez identificado, será multado se for constatado o dolo”, esclarece. Nos casos em que for verificado que o animal fugiu, o dono não será responsabilizado.
O prefeito André Marques, que é veterinário, considera que a política para os animais é também uma ação de saúde pública, uma vez que minimiza os riscos de transmissão de doenças e ferimentos que podem ser provocados por ataques proferidos por esses animais nas vias públicas. Além disso, cuidar bem dos animais é um dever moral. “Temos a questão da saúde pública, que deve ser observada, e o bem-estar desses animais que não pode ser ignorado. É um dever moral de todos nós cuidar bem dos seres vivos. Conto com o apoio de toda a população para transformar essa triste realidade”, aponta.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam