Edição impressaConfira a última edição impressa

Sagrado Coração de Jesus, fonte de restauração e paz

O nome de Santa Margarida Maria Alacoque está intimamente ligado à fervorosa devoção ao Sagrado Coração de Jesus, comemorado pela Igreja no mês de junho. Foi a ela que o Senhor deixou a mensagem: “Eis o Coração que tanto tem amado os homens e os cumulou de benefícios, e em resposta ao seu amor infinito, em vez de gratidão, encontra esquecimento, frieza e desprezo”.

Foi ela quem, intensamente, propagou pelo mundo inteiro essa devoção. Tanto que o Papa Leão XIII consagrou o mundo ao Sagrado Coração de Jesus. Assim como vários outros Sumos Pontífices que, de maneiras diversas, manifestaram-se a favor desta devoção. Nosso saudoso Beato João Paulo II, em 1980, também nos convocou para uma adesão profunda ao Sacratíssimo Coração.

Entre os documentos e escritos encontramos a Encíclica de Pio XII, “Haurietis aquas”, de 15 de maio de 1956. Nela, o Pontífice salienta que é o próprio Jesus que toma a iniciativa de nos apresentar o Seu Coração como fonte de restauração e de paz: “Vivamente desejamos que todos os que se gloriam do nome de cristãos e lutam ativamente por estabelecer o reino de Jesus Cristo no mundo, considerem a devoção ao coração de Jesus como bandeira e manancial de unidade, de salvação e de paz” (H.A.72).

Eu, particularmente, sou muito agradecido a Deus, pois ainda no meu tempo de menino, com 12 anos, fazia adorações noturnas, na época que estudava nas Escolas Profissionais dos padres salesianos, no Liceu Coração de Jesus. Agora sou capaz de entender que muita coisa que vivo e realizo hoje foi semeada em mim pelo próprio Jesus naquelas noites de adoração. Não é mérito meu ter começado tão cedo, foi uma imensa graça, que eu não sou capaz de avaliar. O fato da Canção Nova ser hoje uma “Comunidade de Amor e Adoração” é consequência disso.

Jesus está esperando você, de braços abertos, na Santíssima Eucaristia. Ele quer dar a você a graça de estar com Ele, de coração a coração, nas horas privilegiadas da sua adoração. Que o Coração de Cristo seja seu refúgio. Amém!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente de honra da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP). É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 48 livros, Cd´s e DVD´s, além de várias palestras em áudio e vídeo.

 

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam