Edição impressaConfira a última edição impressa

Semana Santa em Borda da Mata tem ao menos 67 eventos religiosos

Entre as rotas mais procuradas do turismo religioso, Borda da Mata teve uma intensa programação religiosa durante a Semana Santa. O período de grande simbolismo para a fé cristã teve início no domingo (14) com missa seguida da Benção e Procissão de Ramos, que parte da comunidade do bairro Nossa Senhora Aparecida em direção à Basílica do Carmo. Além destes dois eventos, outros 64 encontros religiosos se seguiram até o dia 21 de abril, no Domingo de Páscoa, em todas as comunidades do município.
Outro tradicional acontecimento religioso do período, a encenação da Paixão de Cristo ocorreu na sexta-feira (19), na Praça Nossa Senhora do Carmo. A performance teatral-religiosa começou no final da noite, logo após a Procissão do Enterro (evento na Basílica).
Encenação da Paixão de Cristo
Realizada desde o ano 2000, a encenação da Paixão de Cristo esteve sob a coordenação da Associação Ecológica Bordamatense Amigos da Natureza. A versão de 2019 foi narrada pela personagem da Virgem Maria. Por outro lado, os fatos contados por ela se sucederam a partir da perspectiva de São Lucas que, por conta das minúcias apresentadas em seu Evangelho acerca da mãe de Jesus, é tido como grande autoridade mariana pelos cristãos.
A peça foi dirigida pelo dentista e artista plástico Adolfo Cabral. Ela contou com pelo menos 30 atores e 10 pessoas na equipe de apoio. O elenco ajudou a dar vida a uma encenação com produção de alta qualidade, efeitos sonoros, luminosos e especiais que reforçam o clima religioso em torno dos elementos de fé simbolizados pela peça.
Missas, procissões, sermões e peregrinações
O exercício da fé atinge seu ponto alto ao longo da Semana Santa em Borda da Mata. O primeiro ato do período foi a missa de Ramos na Basílica do Carmo, seguida de Benção e Procissão de Ramos, partindo da comunidade do Nossa Senhora Aparecida até a Basílica. O ato se repetiu ao longo do dia em diversas regiões da cidade. Na segunda, terça e quarta (17), a Basílica ficou aberta às Confissões das 9h às 11h e das 14h às 16h.
Também na quarta-feira (17), foi celebrado o 16º aniversário da morte do Monsenhor Dom Pedro Cintra. Foi dia de missa, logo pela manhã, às 8h, na Basílica com os alunos da rede municipal de Educação. Ainda na quarta-feira, a partir das 19h, teve missa e atendimento de confissões na Basílica, seguida de Via-sacra pelas ruas da cidade.
Na quinta-feira santa, o dia começou com a Missa do Crisma, celebrada na Catedral Metropolitana de Pouso Alegre. A missa da Ceia do Senhor e cerimônia de Lava-pés às 19h, Basílica de Borda da Mata.
No mesmo dia, teve início a Vigília Eucarística.O Terço dos Homens, das Mulheres e das Mães pelos filhos começou às 23h.
Na Sexta-feira da Paixão, às 5h, ocorreram as peregrinações ao Santo Cruzeiro. Elas partiram da Basílica e da comunidade do Distrito do Cervo. À noite, teve o Sermão do Descendimento da Cruz, na Basílica, seguido da Procissão de enterro, que teve transmissão ao vivo pela Rádio Ativa.
O sábado santo chegou com a Novena da Divina Misericórdia, a Solene Vigília Pascal, ambas na Basílica.
No Domingo de Páscoa, pela manhã, foi celebrada missa na Basílica, na Comunidade do Santa Rita, na comunidade Santa Terezinha, novamente na Basílica, que ainda recebeu, durante a tarde, a Novena da Divina Misericórdia.
Na noite de domingo ainda teve uma missa em Ação de Graças, também na Basílica, em tributo ao trabalho pastoral do padre Andrey.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected by WP Anti Spam